FacebookFlickR  
 
     
Bom dia!
Regulamento 2017
16 º Rally da Solidariedade

1 – MODALIDADE

Prova de regularidade absoluta em roteiro desconhecido.

 

2 – ROTEIRO

Definido em planilha com trajeto composto por estradas secundárias, propriedades particulares, eventuais deslocamentos e neutralizados.

 

3 – PLANILHA

Confeccionada em formato A4, com 10 (dez) quadros por páginas, além do roteiro simbolizado estarão contidas informações sobre:

3.1 – Medidas em Km/h, distâncias em Km com mínimo de 2 casas decimais, tempo em h:m:s (hora, minuto e segundo) para neutros e deslocamentos.

3.2 – Desenhos estilizados como definição de referências, utilizando Tulipa como padrão.

3.3 – Observações quanto ao tipo de trecho, recomendações de atenção, avisos quanto ao trato com propriedade alheia, respeito com a população local e natureza.

3.4 – Haverá indicação de tempo ideal da prova quadro a quadro em todas as planilhas.

3.5 – É de responsabilidade do competidor conferir o número de folhas da planilha.

 

4 – CONSTITUIÇÃO DA PROVA

4.1 – A prova será constituída por trechos de velocidade, deslocamento e neutralizado.

4.2 – Ordem de largada será definida conforme ordem de inscrição para cada categoria.

4.3 – Intervalo de largada de cada carro é de um em um minuto, podendo haver espaço de tempo maior entre categorias.

4.4 – Ao longo do roteiro, em lugares não divulgados, serão posicionados os Postos de Controles (PCs).

 

5 – POSTOS DE CONTROLES

5.1 – PC de roteiro: confirma a passagem e sentido do veiculo em relação ao trajeto previamente estabelecido na planilha.

5.2 – PC de tempo: além da função de verificar o roteiro, registrará o exato momento da passagem de cada veículo.

5.3 – PC de vistoria: fiscaliza o uso de equipamentos de segurança, e outros que a Organização julgar conveniente para o bem transcorrer da prova.

5.4 – Coletores de Dados GPS (Rastro-Totem)

5.4.1-Serão usados os equipamentos de rastreamento via satélite (GPS).

5.4.2-O(s) equipamento(s) será(ão) fornecido(s) pela organização antes da largada da prova e deverá(ão) ser instalado(s) no local indicado, conforme as instruções fornecidas.

5.4.3-A organização não se responsabilizará se o competidor largar sem o(s) equipamento(s), caso em que o competidor estará automaticamente desclassificado.

5.4.4-A organização informará o número de equipamentos que deverão ser colocados em cada veículo inscrito na prova, poderão ser 1 ou 2 equipamentos por veículo.

5.4.5-Não será necessária nenhuma instalação elétrica no veículo.

5.4.6-O competidor deverá assinar um termo de responsabilidade, no momento da entrega do(s) equipamento(s) onde assume a total responsabilidade sobre o(s) mesmo(s).

5.4.7-Caso o competidor não devolva o equipamento, em condições de funcionamento ao final do evento, independentemente do motivo (roubo, perda, danos propositais ou não, etc.) o mesmo deverá reembolsar o valor especificado no termo de responsabilidade para a empresa TOTEM no prazo de 10 dias, podendo vir a cobrar judicialmente caso o reembolso não seja feito no prazo determinado.

5.4.8-O coletor de dados será removido na chegada do competidor, ou em outro local especificado pela organização. Se o aparelho não for devolvido no local especificado pela organização em até 20 minutos além do horário ideal de chegada do competidor, o mesmo será desclassificado. Será de responsabilidade exclusiva do competidor a devolução mesmo após o prazo.

 

6 – CONTAGEM DE PONTOS

6.1 – Para cada 1 (um) segundo de atraso 01 ponto.

6.2 – Para cada 1 (um) segundo adiantado 01 pontos.

6.3 – Acima de dez minutos de atraso 600 pontos, ou dez minutos adiantado 600 pontos.

6.4 – Não passar pelo PC 1000 pontos.

6.5 – Não haverá tolerância em relação ao horário ideal.

6.6 – Haverá   descarte   de   7%   dos   PC’s   da  prova,  arredondando-se  para  cima (ex: 7% de 80 PC´s é igual à 5,6 portanto haverá descarte de 6 PC´s)

6.7 – PC´s com passagem adiantado ou que não tiverem passagem (PC´s perdidos) não poderão ser descartados.

 

7 – CLASSIFICAÇÃO

7.1 –  Será considerado o vencedor aquele que perder o menor número de pontos considerando o descarte conforme artigo 6.6.

 

8 – DESEMPATE

8.1 – Havendo empate de resultados o critério será:

1º - Vencerá a dupla que perder menos pontos sem considerar o(s) descarte(s).

2º - Persistindo o empate será considerada vencedora a dupla que tiver o maior número de PC´s zerados.

3º - Persistindo o empate será considerada vencedora a dupla que tiver o maior número de PC´s com 1 ponto, 2 pontos, sucessivamente até o desempate.

4º - Persistindo o empate será considerada vencedora a dupla que perdeu menos ponto no último PC, penúltimo, antepenúltimo e assim sucessivamente até o desempate.

 

9 – PENALIZAÇÕES

9.1 – Não possuir item obrigatório previsto no regulamento 1000 pontos.

9.2 – Em caso de pane ou qualquer incidente com o veiculo, sempre que possível os integrantes da equipe deverão desobstruir a passagem para os outros competidores. Não faze-lo: 500 pontos.

9.3 – Ocupante do veiculo sem cinto de segurança: 2000 pontos por ocupante.

9.4 – Não respeitar a fila de passagem no PC de vistoria: 1000 pontos

9.5 – Não permanecer com os faróis acessos durante a prova: 1000 pontos

 

10 – DESCLASSIFICAÇÃO

10.1 – Romper cercas, trafegar sobre plantações, hortas, jardins, exceder ato de desrespeito à propriedade alheia (o competidor que assim proceder além da desclassificação, arcará com a responsabilidade do ato perante os prejudicados).

10.2 – Usar sem comunicar a Organização, qualquer tipo de equipamento de comunicação.

10.3 – Cometer atos de desrespeito à natureza.

10.4 – Portar qualquer tipo de droga ou bebida alcoólica.

10.5 – Trocar qualquer integrante da equipe sem a devida autorização da Organização.

10.6 – Porta-se de forma inconveniente durante o evento.

10.7 – A falta de assinatura do termo de responsabilidade por qualquer um dos integrantes.

10.8 – Tumultuar os trabalhos da organização e/ou desrespeitá-los.

10.9 – Pilotagem perigosa e/ou excesso de velocidade em zona de “RADAR”. Os trechos com “RADAR” estarão descritos em evidência no campo “observações” informando a tulipa de início e final do trecho com limite de velocidade.

10.10 – Não fechar porteiras se previsto na planilha.

 

11 – TRANSCURSO DA PROVA

 

Por transcurso da prova entende-se o período desde a vistoria até o local de chegada.

 

12 – VISTORIA

Será rigorosa quanto aos itens de segurança.

 

13 – ITENS OBRIGATÓRIOS E DE SEGURANÇA PARA OS VEÍCULOS

13.1 – Todos equipamentos exigidos por lei.

13.2 – Os veículos deverão estar em perfeitas condições de manutenção principalmente no que se refere aos freios, sistema de direção e parte elétrica.

 

14 – ITENS OBRIGATÓRIOS E DE SEGURANÇA PARA OS PARTICIPANTES

14.1 – O piloto deverá ser habilitado.

14.2 – Será obrigatório o uso de cinto de segurança para todos os participantes da equipe e em todas as categorias.

14.3 – Será obrigatório durante todo o percurso que o veículo mantenha-se com o farol baixo acesso.

 

15 – CATEGORIAS

15.1 – Categoria GRADUADO: qualquer tipo de veículo  sendo liberado o uso de qualquer equipamento de navegação.

15.2 – Categoria TURISMO: qualquer tipo de veículo sem navegação integrada, podendo utilizar equipamentos como calculadora, palm, GPS, cronômetro e hodômetro aferível, tipo Trip-Totem ou similares.

15.3 – Categoria LIGTH: qualquer tipo de veículo  sendo liberado somente o uso de hodômetro original, cronômetro, GPS e calculadora de 4 funções. Fica liberado o uso de qualquer tipo de tablet e/ou celulares com programas de auxílio à navegação com os trechos da prova.

 

16 – INSCRIÇÕES

16.1 - As inscrições serão somente “ANTECIPADAS” , NÃO SERÃO ACEITAS INSCRIÇÕES NO DIA DA PROVA. As vagas são limitadas.

 

17 – IDENTIFICAÇÃO

17.1 – Os veículos serão identificados pelo numeral de porta.

17.2 – É de responsabilidade dos participantes manter a numeração do carro legível durante o transcurso da prova.

 

18 – ALTERAÇÃO DO ROTEIRO

No caso de algum imprevisto, que impossibilite a passagem ou provoque alguma alteração no roteiro, correrá por conta dos participantes procurar os meios que os conduzam o mais breve possível no roteiro original. Podendo a organização (caso seja comunicada e tenha tempo hábil para isso) ajudar os competidores à retornarem para prova.

 

19 – PREMIAÇÃO

Serão premiados os 3 (Três) melhores colocados, piloto e navegador, de cada categoria. Não haverá premiação para zequinhas.

 

20 – RECURSOS

20.1 – A organização apresentará após o termino da prova, os resultados preliminares por PC, para conferência e contestação de possíveis erros.

20.2 – Os recursos somente serão aceitos até o limite de 15 (quinze) minutos após a divulgação dos resultados preliminares, por escrito no verso de sua performance e entregue ao Diretor de Prova.

20.3 – Cabe ao competidor analisar sua performance em todos os PC’s, cabendo reclamar de  quantos  forem  necessários,  desde  que  de  uma  só  vez  e  por  escrito  conforme artigo 20.2.

 

21 – CASOS OMISSOS

Serão julgados pela Organização juntamente com o Diretor de Prova.

 

22 – RESPONSABILIDADE

22.1 – As equipes participarão da prova por sua conta e risco, não responsabilizando nenhuma entidade promotora, patrocinadores, organizadores, etc.

22.2 – Os participantes se responsabilizam por qualquer dano físico, moral e financeiro que porventura venham causar à terceiros, às suas propriedades ou à natureza.

22.3 – Todos os participantes deverão assinar o Termo de Responsabilidade.

22.4 – Todos os participantes se comprometem a respeitar por todo o percurso constante na planilha as leis de trânsito brasileiras e os limites por ela impostos.

 

23 – ADENDOS

 

Quaisquer informações e/ou alterações serão transmitidas através de adendos.


©2014 Amigos da Trilha - blue media studios